Barrado pelo Detran, rapaz troca roupa com mãe e viraliza na web

Uma imagem diferente tem chamado atenção nas redes sociais. Nela, Bruno Hatamoto, 18 anos, aparece usando uma calça legging da mãe – e ela usando a bermuda folgada do filho. A cena aconteceu em Campinas. Bruno foi fazer seu exame de habilitação em motocicleta no Detran e acabou barrado por estar de bermuda. Para não perder, ele trocou de roupa com a mãe. O próprio Bruno compartilhou a história na internet.

O exame foi na segunda-feira (5) e logo depois Bruno fez o post no Facebook e no Twitter. Até esta quarta, eram mais de 40,5 mil retuites e 20 mil compartilhamentos da mensagem.

Ao G1, Bruno contou que trocou de roupa com a mãe rapidamente no carro e voltou para fazer a prova. Ele foi aprovado e tirou a habilitação para moto. “Saí do carro e todo mundo começou a olhar estranho, dar risada, mas foi de boa. Tirei a foto para mostrar pro meu pai e depois para meus amigos. Coloquei no Face e duas horas depois já estava com mais de mil curtidas. Foi duplicando, triplicando. Depois, não parava mais”, diz.

O rapaz chegou 20 minutos antes da prova e diz que se não fosse pela legging da mãe acabaria perdendo o exame. Um amigo dele também estava lá, mas como faria a prova na mesma hora, não tinha como emprestar a calça. A mãe dele, a psicóloga Eleni Hatamoto, diz que foi até uma vidraçaria pedir ajuda. “Tive a ideia de entrar numa vidraçaria e perguntar para o dono se tinha uma calça (dele ou de funcionários) sobrando, mas ele disse que não. Perguntei se teria alguma loja na região para comprar e ele desconhecia”.

A mãe diz que de repente eles perceberam que havia uma solução mais simples. “Tivemos a ideia de trocarmos: eu vestir o shortão dele e ele vestir a minha legging. Foi a sorte! Se eu estivesse com outra roupa, ele perderia a prova”, conta a mãe.

A prova prática de direção não pode ser feita usando saias, vestidos, shorts, bermudas acima do joelho, regatas, roupas com decote, bonés e óculos escuros. Para a moto, especificamente, é necessário usar calças compridas no dia do exame. Bruno afirma que não sabia dessa orientação e diz que fazia as aulas de shorts. Ele agradece a forcinha da mãe. “Mãe é mãe, né. Foi supertranquilo. Minha mãe sempre está comigo”.

Fonte: Correio24hs